5 dicas básicas para adestrar seu cão

Banco de imagens @ iStock

Muito mais importante do que apenas tornar seu cão obediente, o adestramento traz qualidade de vida para seu animal de estimação. Isso acontece porque o processo de aprendizado estimula seu raciocínio, gera entretenimento e é responsável por criar um forte laço entre o dono e seu pet.

Para mostrar que qualquer pessoa é capaz de ensinar coisas simples a seus companheiros, listamos abaixo 5 dicas básicas de adestramento. Confira:

1) É você que manda

Banco de Imagens @ iStock

A primeira lição que você deve ensinar ao seu cachorro é quem é que manda. Por ser um animal de origem gregária, o cão foi naturalmente programado para seguir um líder. Por este motivo, o quanto antes ele souber que você é o cachorro-alfa, mais fácil será a aceitação do adestramento.

Uma forma de demonstrar isso é não apresentar sinais de medo e manter-se firme mesmo quando ele reagir. Nos momentos em que estiver executando seu comando, nunca deixe que ele interrompa os exercícios no meio. É preciso deixar claro que ele deve obedecer a essa hierarquia e aos seus desejos.

2) Repetição é a alma do negócio

Banco de imagens @ iStock

Adestrar um cão exige paciência, uma vez que será necessário repetir os comandos inúmeras vezes até que ele entenda e obedeça. Para notar se ele aprendeu o truque após uma série de repetições, realize o comando sem o reforço (carinho ou petisco) por três vezes e perceba se ele realmente absorveu a lição.

3) Como soltar seu cão da guia e fazê-lo voltar com facilidade

Banco de Imagens @ iStock

Tem coisa mais gostosa do que ver um cachorro correndo livre, leve e solto numa praça? Ainda assim, muitos donos tem receio de soltar seus cães da guia porque eles raramente obedecem quando são chamados de volta. Isso acontece porque nossos companheiros acreditam que está na hora de ir embora.

Uma maneira de mudar esse pensamento é usar o bom e velho reforço. Quando chegar ao lugar onde vai soltá-lo chame seu nome e lhe dê uma petisco. Repita o exercício algumas vezes e deixe que ele volte a se distrair.

Ainda com a coleira, volte a chamá-lo pelo nome e dê mais um petisco. Solte a coleira e o chame pelo nome. Toda vez que responder lhe dê uma petisco. Com o tempo ele irá associar o seu chamado a ganhar uma comida gostosa, o que fará com que sempre retorne.

4) Você leva seu cão, não ele leva você

Banco de imagens @ iStock

Vai passear na rua e logo o cão toma a dianteira e começa a puxar a guia com extrema loucura? Isso pode ter dois motivos: ele pode estar ansioso para passear ou acha que manda no pedaço (lembra do item 1?).

A primeira coisa a fazer é descobrir o que se passa. Se for ansiedade, em pouco tempo de caminhada o cão voltará ao normal. Para resolver isso é só brincar um pouco com ele antes do passeio para que fique cansado e menos ansioso.

Agora se o problema for o segundo motivo é preciso mostrar quem está no comando. Todas as vezes que o cão tomar a dianteira e puxar a guia, pare imediatamente e espere ele retornar ao seu lado, para daí voltar a andar. Com o tempo ele reconhecerá sua liderança e não voltará a repetir essa atitude.

5) Chega de agressividade com outros cães

Banco de imagens @ iStock

Tem medo de passear com seu cão por ele ser agressivo com outros animais? Aproveite situações quando outros pets estão soltos e solte o seu também. Se ele começar a avançar, prenda-o em um lugar onde consiga observar os outros cães soltos.

Quando se acalmar solte-o novamente e continue com esta postura em todas as vezes que voltar a ser agressivo. Com a repetição ele vai perceber que é punido por esta atitude e irá melhorar.