Cadela “contratada” como segurança em empresa tem até crachá

Pretinha, uma vira-lata de cinco anos, mora e vigia uma garagem de ônibus em Itabira

Com pouco mais de meio metro de altura e apenas cinco anos de vida, uma cadela conseguiu um emprego disputado em Ibirité, na região central de Minas Gerais. Pretinha, como é chamada, “trabalha” como segurança em uma garagem de ônibus da cidade.

pretinha

Albino Pinheiro, funcionário da empresa, garante que a vira-lata estranha qualquer veículo que não seja ônibus que tente entrar no local.

— A Pretinha chegou aqui há dois anos e ela acostumou aqui na garagem. Todo carro que não seja ônibus que adentra aqui a garagem ela avança.

albino

A garagem de ônibus acabou virando residência fixa da cadela. Mas Pretinha não é só moradora.

— Ela é funcionária da empresa.
A cachorra tem até crachá de identificação. Para Bruno Figueiredo, ela é uma funcionária exemplar.

— Não reclama de salário, não reclama de benefício, trabalha 24 horas na maior felicidade do mundo.
Pretinha tem entre cinco e sete anos e é acompanhada de perto por voluntários de uma ONG protetora dos animais. Como pagamento, além de casa e comida, ela recebe o carinho dos colegas de trabalho.
A voluntária Renata Gomes, da ONG Ampari, conta que a maior dificuldade é controlar a alimentação de Pretinha.

— A gente já tratava com ração, ela tem esse acompanhamento. Só que é difícil controlar os funcionários, eles ficam tentando dar um agrado para ela. Teve até um que a gente flagrou há pouco tempo colocando ela na caminhonete, levando ela pro bar para dar pastel para a cachorra.

vigia

 

FONTE: http://www.plox.com.br/acontece/cadela-contratada-como-seguranca-em-empresa-tem-ate-cracha